Pesquise Aqui

Main Ad

TCU ordena “imediata destinação” de testes para Covid-19 encalhados




Tribunal diz que Ministério da Saúde poderá ser responsabilizado por dano ao erário em caso de perda dos testes por expiração da validade

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Benjamin Zymler determinou, na sexta-feira (9/4), em despacho, que o Ministério da Saúde “dê imediata destinação” aos testes RT-PCR para detectar a Covid-19 que seguem encalhados.

 

Como mostrou o Metrópoles no último dia 4 de abril, 2,8 milhões de testes estão parados no Ministério da Saúde, mesmo após a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) estender o prazo de validade até maio e junho deste ano.

Em dezembro de 2020, a Anvisa havia prorrogado, por mais quatro meses, o vencimento de 6,9 milhões de exames que estavam prestes a ser descartados. O Ministério da Saúde informou que, desse total, 4,1 milhões foram enviados aos estados e ao Distrito Federal.

Na avaliação do ministro do TCU, “causa preocupação esse alto número, especialmente se comparado com o histórico de utilização do insumo nos últimos 12 meses”.

Fonte: Metropoles

 

Postar um comentário

0 Comentários