Pesquise Aqui

Main Ad

Flávio Dino propõe um novo modelo de governo no Maranhão

 “É preciso olhar para os problemas do Maranhão com coragem para encará-los e corrigi-los, sem mentir ou esconder os problemas que existem”, disse Flávio Dino, ao apontar iniciativas que podem ajudar a reverter os baixos índices socioeconômicos apresentados pelo Maranhão ao longo dos anos. Para ele, é necessário um novo modelo de desenvolvimento para o estado, que seja baseado nas potencialidades do Maranhão e do povo maranhense.

Em entrevista à Rádio Capital na manhã desta sexta (22), Flávio Dino destacou como alguns pontos para o desenvolvimento do Maranhão o investimento em setores como mudança no modelo educacional do Maranhão, a saúde pública, produção e indústria.

Dino defende a regionalização da universidade estadual, para que ela seja distribuída em cinco ou seis regiões do estado. “Precisamos de uma universidade em cada região. É preciso qualificar a mão-de-obra maranhense para que o nosso povo seja o beneficiário dos melhores empregos. Não adiantam grandes investimentos se os melhores empregos não ficam com os maranhenses, que não têm oportunidade de avançar nos estudos,” enfatizou.

Com a descentralização da educação, Flávio Dino propõe que seja amenizado outro problema do estado: o déficit de médicos no interior do Maranhão. Segundo estudo do Conselho Federal de Medicina, o Maranhão tem o segundo menor índice de médicos por habitante, e a maioria deles está concentrada na capital, São Luís.

“Neste instante em que estamos aqui conversando, há pelo menos 150 municípios sem médicos para atender a população. E este é um problema que envolve a centralização da educação. Como ter médico suficiente em 217 municípios com apenas dois cursos de medicina para um estado das dimensões do Maranhão?”, refletiu.

Política
Na manhã deste sábado (23), Flávio Dino participa de ato político do PDT em Imperatriz. Na pauta, a discussão de propostas para desenvolvimento da região a partir de um movimento de oposição ao modelo oligárquico implantado há 50 anos no Maranhão. A mudança de prioridades, tendo como foco a população e o incentivo às potencialidades de cada região.

“Amanhã começamos essa caminhada de discussão do Maranhão em Imperatriz. É como se fosse um ponto de partida na ampliação da discussão de um novo modelo de governança para o estado. Um governo que trabalhe, de fato, para o povo e não seja apenas de palanque”. Entre outras lideranças da região, estarão presentes os deputados estaduais Valéria Macedo e Carlinhos Amorim (ambos do PDT), o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) e os deputados federais Simplício Araújo e Domingos Dutra.

Segundo Flávio, o movimento reúne lideranças políticas, comunitárias, movimentos sociais e sociedade civil na discussão de um novo modelo de governo para o Maranhão. Discutir o desenvolvimento da região sul do Maranhão, bem como as demais regiões do estado é um passo importante para que cada localidade seja pensada de acordo com suas potencialidades e não à mercê de promessas de grandes projetos que não trazem benefícios concretos à população que mais precisa.

“Como ficar a vida toda sufocado por um modelo que nos governa há 50 anos, mas que não consegue resolver os problemas reais do povo maranhense? Como ficar o resto da vida vendo sempre o Maranhão nas últimas posições dos rankings, sendo citado como exemplo negativo nos jornais nacionais? Não é isso que o Maranhão merece e não é isso que o Maranhão é. Ele é mais que esse sistema de poder coronelístico que se instalou em nosso estado,” refletiu.

Oposição unida
Questionado pelos entrevistadores Renato Sousa e Renato Sousa Júnior sobre a atual conjuntura do grupo de oposição, Flávio Dino destacou o sentimento de unidade que existe entre os partidos que apoiam uma mudança no modelo de governo estadual. “O que existe é uma tentativa de criar intrigas por parte de nossos adversários, para escamotear problemas que eles possuem. Mas isso em nada tem atrapalhado o nosso senso de união em busca de soluções para o nosso estado”.

Flávio Dino defendeu, ainda, a unidade da oposição nas eleições de 2014. Perguntado se seria ele o candidato ao governo do estado de oposição ao grupo Sarney, Flávio respondeu colocou seu nome à disposição para a disputa e que é pré-candidato ao governo do estado, mas que, caso seja decidido que outro nome seja o mais apto para a disputa, ele o apoiará. “Não só apoiarei, como darei meu voto e farei campanha para o candidato escolhido pelo nosso campo”.

John Cutrim

Postar um comentário

11 Comentários

  1. esse é o único que pode salvar maranhão das mãos dos sarneys

    ResponderExcluir
  2. Idiota é quem acredita em politico.São todos da mesma laia.

    ResponderExcluir
  3. ATENÇÃO PESCADORES DE AQUÁRIO:
    O Governo Federal está mandando recadastrar todos os Pescadores do Brasil que recebem aquela ajuda na época da Piracema. Como em Turilândia até o padre é pescador, é bom a negada ir tomando cuidado porque a boca vai esquentar. É muita mamata.

    ResponderExcluir
  4. Ele vai salvar é o bolso dele e melhorar o seu patrimônio.

    ResponderExcluir
  5. A Roseana já anunciou o novo plano da saúde, já que estamos próximos das eleições de 2014. Vai construir 120 hospitais.Aqueles 70 que ela prometeu na campanha passada é pra esquecer pois só fizeram 5. O dinheirão que custou estes hospitais daria pra fazer 20. O Ricardão está cada vêz mais rico às custas dos otários do Maranhão.

    ResponderExcluir
  6. E Turilândia!!!! É uma graça. Prefeitura não funciona e a Câmara Municipal bate palmas. Estamos fritos no azeite de côco, enquanto isto o Gilmar toma vinho às nossas custas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Turilandia nao funciona nada mesmo,mais como pode funcionar?se os antigos governantes nao deixaram nada, so cinzas.agora uma coisa e certa Gilmar so toma vinho do bom ou do melhor, você quis dizer?

      Excluir
  7. é engraçado como critica sem conhecer o trabalho só pq o vereador não da esmolas pra vc ele é ruim?

    ResponderExcluir
  8. acho que um trabalho de um vereador nao e dar esmolas,e nem quero, nao sou igual a voce que nesta sua resposta quer dizer que vive de esmolas do vereador Gilmar?vereador que se presta tem que fazer projetos para educação,saúde,emprego,e desenvolvimento social e etc. agora ver se cria vergonha. e pense antes de falar,porque voce ta falando besteira e vai complicar seu vereador, falando que ele da esmola para o povo. isso quer dizer que ele andou comprando voto e do povo que o elegeu e melhor ficar calado.Vereador Gilmar olha o ministério publico ai.

    ResponderExcluir
  9. vc sonha que um dia alguem vai quere sabe se vc deu o voto humilhado pro 45 ou 23? eu votei em gilmar carlos sim e não me arrependo. coitado de vc

    ResponderExcluir
  10. agora vejo que coitado e a população da minha cidade ter um vereador que dar esmolas e um idiota que ainda vem defendelo e com certeza pediu esmolas para o gilmar carlos o rei da litorânea a custa do pobre povo sofrido!! parabéns VEREADOR GILMAR CARLOS continue assim com esses eleitores que você compra com esmolas,como disse teu eleitor acima!!!e o ministério publico Ta vendo isso.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua opinião.
Atenção: Comentários com palavras ofensivas ou críticas fora de propósito, ligados ou não ao tema,serão deletados. Ataques pessoais ou a marcas, difamações, racismo ou obscenidades não são permitidos.